“Borderland: A Fronteira México-EUA” é uma série documental impressionante que o Odisseia estreia em exclusivo sexta-feira, dia 7 de Abril, às 22h00 e que mostra a realidade dos milhares de migrantes que morreram a tentar cruzar a fronteira ilegalmente

Ao longo de quatro episódios de sessenta minutos, exibidos às sextas-feiras, os espectadores podem acompanhar o percurso de seis norte-americanos de áreas sociais diferentes que reconstituíram os passos de Nelson, Claudeth e Maira, três vítimas das quase seis mil que morreram no deserto nos últimos quinze anos a tentar atravessar a fronteira entre o México e os Estados Unidos.

Reunidos na morgue, os seis participantes recebem uma instrução clara: “Nós demos um nome, vocês têm de dar uma história”. Divididos em três grupos, dirigem-se para a América Central onde irão investigar o passado e as graves circunstâncias que levaram os três migrantes a arriscar as suas vidas a tentar cruzar a fronteira com os EUA.

Em Arriaga localiza-se o ponto de partida de um comboio de mercadorias conhecido como “A Besta” ou “O Comboio da Morte”, é a rota de milhares de migrantes desesperados, que fogem da violência e da pobreza nos seus países, para atravessar o México de forma clandestina e o ponto que antecede a última etapa desta perigosa viagem – enfrentar as duras condições do deserto mexicano.

A fronteira entre o México e os EUA tem mais de 3 mil quilómetros de extensão e atravessa todo o tipo de relevo. Com o objetivo de estancar de uma vez por todas a imigração ilegal, os EUA decretaram a construção de um muro fronteiriço. “Uma nação sem fronteiras não é uma nação”, declarou Donald Trump numa cerimónia no Departamento de Segurança Interna onde assinou o decreto para iniciar a construção do muro “imediatamente”.